Como um Líder Enfrenta Seus Opositores – Parte 2

04
mar

O que você deve fazer quando estiverem atacando você? Há alguma forma de oposição as agressões aceita diante de Deus? Veja agora algumas sugestões que procedem de Neemias.

Os líderes dependem de Deus.

Confie em Deus: Ouve-nos, ó Deus, pois estamos sendo desprezados. Faze cair sobre eles a zombaria. E sejam eles levados prisioneiros como despojo para outra terra. Não perdoes os seus pecados nem apagues as suas maldades, pois provocaram a tua ira diante dos construtores.

Neemias orou. Que maneira mais fabulosa de aliviar a tensão! Quando estiverem ridicularizando você, não o negue, confesse-o. Apoie-se em Deus. Admita tudo diante dele. “Meu Deus nós confiamos que tu nos vais defender”, disse-lhe Neemias. Em lugar de se enredar em uma competição de insultos, o que ele fez foi buscar apoio em Deus. Não responda ao insensato com igual insensatez, do contrário você: se igualara a ele. Se alguém está ridicularizando você, não lhe responda. Se você fizer isso não vai ser melhor do que quem está zombando de você. Apoie-se em Deus e ore. Quanto maior a hostilidade, mais você vai precisar confiar em Deus. A oração e sua grande aliada quando o estão atacando. Quando ridicularizarem você, não enfrente as pessoas, converse com Deus. Neemias fez pouco caso do escárnio e avançou em direção a sua meta. Ore e continue fazendo o que deve ser feito. O escárnio nunca poderá deter o que você está fazendo, a menos que você permita. Cada vez que atacarem você, a primeira coisa que deve fazer e levar isso a Deus em oração. Ore.

Algumas vezes basta ignorar a hostilidade, outras, não. há ocasiões nas quais as críticas se intensificam, façamos o que façamos. Quando Sambalate e seus comparsas descobriram que o povo não estava prestando atenção em suas zombarias, conspiraram para combater Jerusalém. Quando acontecer algo assim com você, leve o fato a Deus. Deixe que seja ele quem dê a força necessária para você terminar o que começou. Agora que você aprendeu a lidar com o ataque contra você, vamos para o segundo e terceiro princípio para enfrentar seus opositores:

2. Os Líderes respeitam seus opositores

Não subestime seus opositores: “Mas nós oramos ao nosso Deus e colocamos guardas de dia e de noite para proteger-nos deles.”

Precisamos reconhecer e respeitar a força de nossos inimigos. Neemias fez que orassem (“nós oramos ao nosso Deus”) e atuassem (“colocamos guardas de dia e de noite para proteger-nos deles”). Está muito bem que pecamos a Deus que nos proteja, dizer a noite em nossa cama: “protege-me dos ladrões”. No entanto, e necessário também que nos levantemos e fechemos a porta. Oliver Cromwell dizia: “Confie em Deus e mantenha a pólvora seca”. Uma petição sem precaução é presunção. Quando o estão atacando, você precisa se apoiar em Deus, e também respeitar seus opositores. Quanto maior for a oposição, maior será a resposta que você vai precisar dar. Até aquele momento, somente Neemias havia orado. Agora, graças a seu exemplo, todos estavam orando. Estavam observando seu líder. Guiamos mais pelo exemplo, que por meio das nossas palavras, por altos e elevados que estejamos. Neemias havia orado constantemente até aquele momento. O povo, que o viu orar, e viu sua fidelidade a Deus, agora começou a orar também. Se você é um líder em seu negócio e quer que outros o sigam, comece a orar. A hostilidade corporativa exige uma resposta também corporativa. Graças ao exemplo de Neemias, todo o povo de Deus havia começado a orar.

Então, puseram guarda. Neemias conhecia seus inimigos, de modo que colocou vigilância vinte e quatro horas e estabeleceu um sistema de segurança. Talvez você tenha ouvido dizer: “Guerra avisada não mata as pessoas!”. É verdade. No decorrer de toda a história, os líderes têm pago um preço alto toda vez que subestimaram seus inimigos. Ora, mas há algo além de orar. Mantenha-se vigilante. Conheça seus inimigos e não permaneça ignorante diante do que está acontecendo. Na Bíblia, usa-se uma e outra vez a expressão “vigiai e orai”. Jesus disse isso. Paulo disse isso. João disse isso. Pedro disse isso. “Vigiar” é a parte humana: colocar-se em guarda. “Orar” é a parte divina: confiar em Deus. Estamos alertas quando fechamos nossa porta; oramos quando dizemos a Deus que confiamos nele. Faça as duas coisas.

3. Os líderes reforçam os pontos fracos

Reforce os pontos fracos: Por isso posicionei alguns do povo atrás dos pontos mais baixos do muro, nos lugares abertos, divididos por famílias, armados de espadas, lanças e arcos.

Depois de orar e de fazer andar seu sistema de alarme, Neemias reforçou os lugares mais vulneráveis; aqueles lugares onde a muralha estava mais baixa e que necessitavam de ajuda especial — os lugares onde estava mais alta não necessitavam de tanta vigilância. Você sabe onde estão os pontos frágeis de seu negócio. E em sua família? Onde vocês estão mais expostos a ataques? Este princípio que Neemias está nos ensinando. Os bons líderes sabem em que pontos são vulneráveis e reforçam esses lugares. Quando estiver fazendo uma apresentação, qualquer que ela seja, reconheça suas debilidades, preveja as objeções. Prepare-se para o que podem lançar contra você. Espere isso, porque é o mais provável que aconteça. Se você estiver preparado poderá evitar um desastre. Daquele dia em diante, enquanto a metade dos meus homens fazia o trabalho, a outra metade permanecia armada de lanças, escudos, arcos e couraças. Os oficiais davam apoio a todo o povo de Judá que estava construindo o muro. Aqueles que transportavam material faziam o trabalho com uma mão e com a outra seguravam uma arma, e cada um dos construtores trazia na cintura uma espada enquanto trabalhava; e comigo ficava um homem pronto para tocar a trombeta. Então eu disse aos nobres, aos oficiais e ao restante do povo: A obra e grande é extensa, e estamos separados, distantes uns dos outros, ao longo do muro. Do lugar de onde ouvirem o som da trombeta, juntem-se a nós ali. Nosso Deus lutara por nós!

Neemias e os habitantes de Jerusalém trabalhavam dia e noite sem parar. Entretanto, não tinham exército. Todos eram trabalhadores iniciantes que haviam unido forças para levantar a muralha. Não podiam sequer pensar em fortificar a cidade. Por isso, Neemias disse: “Do lugar de onde ouvirem o som da trombeta, juntem-se a nós ali. Então saberemos que o inimigo está ali, e vamos combatê-lo juntos”. Mantenha abertas as linhas de comunicação nos momentos em que estiver sofrendo hostilidades. Neemias transformou a cidade toda em um acampamento armado e todos começaram a fazer duas coisas: trabalhar e carregar a arma. Cada vez que começamos a estabelecer algo para Deus, estamos buscando uma batalha. Tanto que, se é o caso de reerguer o seu casamento, uma igreja ou sua vida espiritual, você esta procurando briga. Satanás vai de encontro a tudo o que Deus abençoa. Ele usa as pessoas para nos fazerem oposição. Os líderes precisam edificar e lutar ao mesmo tempo. Se você está fazendo algo que tenha importância nesse mundo, alguém ira lhe fazer oposição. Neemias tinha três alternativas diante dos rumores, da resistência e do ridículo. Podia: Abandonar tudo | Deixar de levantar os muros e ir lutar | Edificar os muros e armar-se para a defesa.

Ele sabia que as duas primeiras opções não iriam funcionar. Os líderes têm de edificar e batalhar ao mesmo tempo. Neemias não estava disposto a renunciar ao que estava fazendo e era esperto demais para deixar tudo e ir lutar. Se passarmos o tempo todo apagando incêndios, nunca terminaremos o nosso trabalho. Para que seus projetos triunfem, você precisa edificar e batalhar ao mesmo tempo. Por isso posicionei alguns do povo atrás dos pontos mais baixos do muro, nos lugares abertos, divididos por famílias, armados de espadas, lanças e arcos.

Por que você acha que Neemias foi estabelecendo o povo era pequenos grupos familiares? Quando nos estão atacando, precisamos de apoio mais do que em qualquer outro momento. Esse e um dos benefícios dos pequenos grupos. Quando estamos em um grupo pequeno, de modo diferente do que quando brincamos de cavaleiro solitário, somos menos vulneráveis aos ataques de Satanás. Deus nunca quis que andássemos sozinhos, por mais invencíveis que pensemos que somos. Nos pequenos grupos há apoio e conforto. Por que ele fez isso por famílias? Neemias compreendia que, se uma pessoa estava trabalhando no muro e estivesse preocupada com sua família no outro extremo da cidade, ia viver em um constante estado de temor. “E se o inimigo estiver atacando lá?”, estaria pensando esse trabalhador. “Poderiam acabar com minha família.” Por isso, colocou no muro trabalhadores por grupos familiares. Conhecia a força que tem os laços de família, sabia que as pessoas fazem tudo o que for necessário para proteger os seus. Nunca lute sozinho.

Cada vez que tenha de enfrentar a oposição, busque apoio. Esta e uma das razoes pelas quais existe a igreja. Todo fim de semana prego em minha igreja, sabendo que na segunda de manhã todos vão retornar para seus trabalhos e a vida voltara a golpeá-los novamente. Este mundo e duro, e para os cristãos pode tornar-se ainda mais duro. No final de semana, as pessoas entram na igreja vendadas e sangrando para serem curadas e enviadas de volta para a batalha. Precisamos de apoio. O mundo dos negócios e duro. É difícil ser cristão em uma escola. É difícil ter atitudes cristas em uma sociedade na qual tudo o que nos rodeia nos diz: “Não! Não viva para Cristo, viva para você mesmo!”. Continua…

Deixe um comentário