Como um Líder Organiza Projetos – Parte 1

01
fev

Texto Chave: 1 Coríntios 14:40 40 “Tudo, porém, seja feito com decência e ordem.

A motivação sem organização leva a frustração. Que princípios um líder deve seguir a fim de assegurar que tudo seja feito, como disse Paulo: “com decência e ordem”? Uma vez mais, Neemias nos entrega um esquema que podemos seguir.

1. Um líder simplifica: Neemias tinha um projeto enorme, mas para organizá-lo tinha um plano simples. Diferentemente de muitos líderes atuais, não recriou a organização, nem traçou gráficos complexos; tudo o que fez foi ver como as pessoas estavam agrupadas e organizou-as de acordo com isso. Por meio do livro, o vemos criar equipes de sacerdotes, os homens de Jerico, os filhos de Hassenaa e os homens de Tecoa. Estas pessoas já estavam associadas entre si.

Se você não precisa uma organização nova, não a crie. Faça tudo o que puder para trabalhar com o que já existe. Com demasiada freqüência, os líderes novos se precipitam a mudar toda a organização, somente para que se pareça com a ideia que eles têm. Há um velho refrão que se aplica a isto: “Se algo não está rasgado, não o remendes”.

De todos os grupos humanos, o mais autêntico é a família. Neemias compreendia a fortaleza e o apoio que se encontram nas famílias. Por isso, todas às vezes que era possível, colocava as pessoas em seus postos por famílias.

As organizações mais sólidas são as mais simples.

Olhe, por exemplo, os brinquedos das crianças. Os bons blocos feitos a moda antiga são basicamente inquebráveis. Os brinquedos mais complicados quebram tão logo se brinca. Isso também e certo no que diz respeito às organizações. Quanto mais complexas sejam, mais se rompem.

As organizações mais simples são as mais fortes.

2. Um líder seleciona uma equipe: Muitos líderes passam o tempo tratando de envolver os preguiçosos e os apáticos, em lugar de focar em trabalhar com os que querem trabalhar. Eu chamo a isso “dar com os burros n’água”. Aprenda isso agora, e economize muitas horas de frustração: Trabalhe com os que querem trabalhar.

Neemias envolveu todos os habitantes da cidade na reconstrução dos muros. Os líderes religiosos abriam caminho, enquanto homens e mulheres, gente da cidade ou das zonas rurais, trabalhadores intelectuais ou manuais, levantavam os tijolos. Havia perfumistas, líderes do governo e líderes do mundo dos negócios. Todos estavam erguendo tijolos e fazendo a massa. Todos, ou melhor, menos um pequeno grupo…

O trecho seguinte foi reparado pelos homens de Tecoa, mas os nobres dessa cidade não quiseram se juntar ao serviço, rejeitando a orientação de seus supervisores.

É obvio que esses notáveis se julgavam bons demais para fazer aquele tipo de trabalho. Erguer tijolos era algo inferior para eles. não se diz que desculpas deram, mas aonde quer que você vá, encontrara pessoas assim… egoístas, presunçosas, preguiçosas, que se sentem boas demais para trabalhar.

Em todos os projetos há duas classes de pessoas: os que trabalham e os que se esquivam do trabalho. A resposta de Neemias a estes que estavam se esquivando do trabalho foi ignorá-los. Não perdeu tempo com as pessoas que não estavam dispostas a trabalhar. Em vez disso, concentrou seu tempo e suas energias nos que estavam dispostos a trabalhar e ansiosos por fazê-lo. Não perdeu o sono, nem se amargurou, e nem perdeu tempo, tentando colocar no seu posto as pessoas que não queriam trabalhar. Se você e líder, não deve se preocupar com os que não querem se envolver. Trabalhe com os que querem se envolver. Estes são os que funcionam em equipe.

Em alguns momentos aqui no MIESF, eu ainda não havia aprendido esta lição. Cada vez que planejávamos um projeto, uma reunião de trabalho ou um evento, eu ficava mais tempo desanimado com os que não estavam presentes, do que feliz pelos que tinham chegado. Finalmente, Deus me mostrou que necessito sentir-me entusiasmado pelos que atendem, pelos que querem envolver-se. É preciso esquecer os demais. Eles são os que perdem. Isso não quer dizer que não se deva amar os que abandonam o trabalho… mas não permita que eles o joguem pra baixo.

Os líderes amam a todos, mas se movem com os que se movem.

Concentre-se nos que disserem: “Eu quero participar”. Não perca tempo com os que inventam desculpas.

3. Um líder delega tarefas: Quando estiver organizando, reparta tarefas especificas. Divida o projeto de acordo com as tarefas a realizar e, depois, assinale as pessoas determinadas. O que você acha que teria acontecido se Neemias, depois de despertar o interesse pelo projeto, tivesse dito: “vocês podem começar a trabalhar onde quiserem”? E se ele dissesse: “Vamos para aquele pedaço do muro, vamos trabalhar todos ali juntos, ao mesmo tempo”? Tudo teria sido uma confusão, um caos, os trabalhadores tropeçando uns nos outros… em lugar de ter um muro, o que se obteria era um desastre.

Neemias caminhou ao redor de todo o muro e o dividiu com todo cuidado. É provável que usasse aquela cavalgada da meia-noite para dividir mentalmente o muro em seções. Quando você estiver organizando projetos, mantenha as coisas simples, trabalhe com os que querem trabalhar, e depois lhes de tarefas especificas. Delegue o trabalho.

A delegação de trabalho e outro aspecto difícil da liderança. Pode chegar a ser duro soltar algo e confiar nos outros. Se, no entanto, pensarmos que Deus, o Deus do Universo, nos confia sua obra, talvez nos pareça um pouco mais fácil delegar a nossa. Isto e chave para o sucesso de qualquer projeto. No próximo estudo veremos as tarefas que envolvem o trabalho de delegar.

Deixe um comentário