Como um Líder Organiza Projetos – Parte 2

01
fev

Texto Chave: 1 Coríntios 14:40 40 “Tudo, porém, seja feito com decência e ordem.

Veja agora as tarefas que envolvem o trabalho de delegar:

Divida as grandes metas em tarefas pequenas

Os grandes trabalhos podem parecer assustadores, mas, se você os divide em tarefas menores, tornam-se realizáveis. Neemias atacou o problema da construção dos muros — um trabalho tão grande, que estava sendo postergado por noventa anos —, dividindo-o em seções menores.

  • Desenvolva descrições claras das tarefas — Todos têm o direito de saber o que se espera deles.
  • Entregue a cada pessoa a tarefa que mais se ajuste a sua FORMA.

Quando se delega um trabalho a uma pessoa errada, produz-se um caos, e, por trás dele, problemas de motivação. Saber delegar significa compreender as tarefas e também as capacidades dos membros de sua equipe, com o fim de pôr as responsabilidades corretas nas mãos dos líderes que melhor as possam desempenhar.

Depois de seis meses de vida, uma de nossas igrejas filiais não parecia ter futuro. Qual era o problema? A questão era que tínhamos errado na escolha do pastor para aquela congregação. A idade media não era a adequada para ele. Nós o transferimos para outra igreja, e, no final de um ano e meio, havia boa freqüência e crescimento. É necessário ter a pessoa certa no lugar adequado, para que Deus possa abençoar a obra. O que é responsabilidade de todos não é responsabilidade de ninguém.

Alguém tem que assumir a responsabilidade concreta de cada coisa.

4. Um líder motiva: Ao seu lado, Jedafas, filho de Harumafe, fez os reparos em frente da sua casa, e Hatus, filho de Hasabneias, fez os reparos ao seu lado. Depois, Benjámim e Hassube fizeram os reparos em frente da sua casa, e ao lado deles Azarias, filho de Maaseias, filho de Ananias, fez os reparos ao lado de sua casa. Depois dele, Binui, filho de Henadade, reparou outro trecho, desde a casa de Azarias até a esquina do muro, e Palal, filho de Uzai, trabalhou em frente da esquina do muro e da torre que sai do palácio superior, perto do pátio da guarda. Junto a ele, Pedaias, filho de Paros, e os servos do templo que viviam na colina de Ofel fizeram os reparos até em frente da porta das Águas, na direção do leste e da torre que ali sobressaia. Depois dele os homens de Tecoa repararam outro trecho, desde a grande torre até o muro de Ofel. Acima da porta dos Cavalos, os sacerdotes fizeram os reparos, cada um em frente da sua própria casa. Depois deles Zadoque, filho de Imer, fez os reparos em frente da sua casa. Ao seu lado Semafas, filho de Secanias, o guarda da porta Oriental, fez os reparos. De-pois, Hananias, filho de Selemias, e Hanum, filho de Zalafe, fez os reparos do outro trecho. Ao seu lado, Mesulão, filho de Berequias, fez os reparos em frente da sua moradia.

Quando você organizar um projeto permita que exista a ideia de pertença. Ajude as pessoas a sentirem que o projeto lhes pertence. Por toda essa seção das Escrituras, nós encontramos pessoas as quais Neemias colocou para trabalhar em seções dos muros que estavam perto de suas casas. As pessoas trabalham com mais dedicação quando tem um interesse pessoal.

Quando alguém permite que exista a ideia de pertença no projeto, a consequência e uma alta motivação. Se eu estou edificando a parte do muro que vai proteger minha casa, vou fazer um bom trabalho. Não apenas isto, mas trabalhando perto de casa, não estou distante. Economizo tempo, energia e custos, quando designo pessoas para trabalhar perto de suas casas, e ao mesmo tempo, as pessoas se sentem donas do projeto. Faça com que o trabalho seja o mais conveniente possível. Tanto você quanto sua equipe vão tirar proveito desta forma de pensar:

O sumo sacerdote Eliasibe e os seus colegas sacerdotes começaram o seu trabalho e reconstruíram a porta das Ovelhas. Eles a consagraram e colocaram as portas no lugar. Depois construíram o muro até a torre dos Cem, que consagraram, e até a torre de Hananeel.

A porta das Ovelhas era o lugar onde se sacrificavam esses animais para o templo, e por isso Neemias designou aquele lugar aos sacerdotes. Ao permitir que cada um trabalhasse próximo da região de seu interesse, demonstrou o princípio de organização.

As boas organizações permitem que os trabalhadores desenvolvam suas áreas de trabalho.

5. O líder promove a unidade: O trabalho em equipe e essencial para realizar qualquer projeto, seja qual for o seu tamanho. Como líder, faça tudo o que puder para trabalhar bem em equipe. Por todo o livro de Neemias, lemos a expressão “a porção seguinte” ou “a seguinte porção”. Ao trabalhar em equipes bem organizadas com pessoas que já se conheciam e já haviam trabalhado juntas, as pessoas se ajudavam e se encorajavam mutuamente.

Mais adiante, dentro do mesmo livro, descobrimos que, em todo o tempo que estiveram edificando os muros, estiveram sob ataque. Eles necessitavam uns dos outros, necessitavam colaborar entre si, e trabalhar bem juntos. Aquilo era crítico, não só para seu sucesso, mas também para sua sobrevivência.

B. C. Forbes, fundador da revista Forbes, dizia: “A palavra sucesso se soletra E-Q-U-I-P-E”. A colaboração é um princípio chave necessária para a boa organização.

Henry Ford dizia: “Reunir-se e um bom começo, manter-se juntos e progredir, pensar juntos e ter unidade, e trabalhar juntos e triunfar”.

Juntos, podemos fazer coisas que não podemos fazer sozinhos. Os gansos podem voar por volta de 72% mais longe quando vão em formação, do que quando voam sozinhos. quem você pensa que lhes ensinou a fazer isso? Deus, claro.

Onde há colaboração e trabalho de equipe, há um grande crescimento. A colaboração e um motivador maior do que qualquer competição, faz sentir-se alguém que faz parte de uma equipe ganhadora. As pessoas influenciam umas às outras.

É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior e a recompensa do trabalho de duas pessoas. Se um cair, o amigo pode ajudá-lo a levantar-se. Mas pobre do homem que cai e não tem quem o ajude a levantar-se!

Já que você está em uma organização, em um negócio, em uma igreja, em um clube social ou em um Ministério leigo, siga estes princípios:

  • Mantenha as coisas simples;
  • Trabalhe com os que querem trabalhar;
  • Designe tarefas específicas;
  • Permita um sentido de pertencer;
  • Encoraje o trabalho em equipe.

As boas organizações proporcionam um clima de apoio onde há confiança mutua e trabalho em equipe.

A Bíblia usa as palavras “um ao outro” cinquenta e oito vezes ao referir-se aos cristãos da igreja. É como se Deus nos dissesse: “Captem a mensagem! Ajudem-se uns aos outros!”. Não existe nenhum cristão que viva como um cavaleiro solitário. Neste mundo, estamos juntos e precisamos uns dos outros. Somos uma equipe. Existe um poder gigantesco na colaboração. Deus pode deixar passar quase tudo na igreja: os edifícios pobres, a falta de edifícios e inclusive a pobreza da doutrina. No entanto, há uma coisa que ele não está disposto a deixar passar: a desunião. Nos dez primeiros capítulos do livro de Atos, encontramos dez vezes as expressões “todos juntos”, “de comum acordo”, “unidos”. Quando você tiver a unidade que a igreja tinha no livro dos Atos, terá também o poder que vemos neste livro. Há poder no trabalho em equipe.

Uma vez alguém disse algo com que eu concordo: “A neve é uma formosa demonstração do que Deus pode fazer com um montão de flocos”. Individualmente, cada floco de neve e muito frágil. No entanto, se eles se reúnem o suficiente, podem chegar a deter o trânsito. Por minha conta, talvez eu não seja capaz de fazer muito. O mesmo acontece com você. Ao contrário, juntos, causamos um impacto. Juntos podemos mudar o mundo para Deus. Isto e trabalho em equipe.

Deixe um comentário