Os Segredos dos Bem-Sucedidos – Parte 3

02
jun

1. O líder necessita de um propósito motivador

Este é o primeiro elemento da liderança. Você precisa de uma causa. Um sonho. Um objetivo. Uma meta. O propósito que impulsiona e o que vai lhe empurrar até a sua meta. Ele não apenas guia, mas o arrasta. Você precisa de um propósito que lhe impulsione.

A sensação de ter um propósito que lhe impulsionava, que era seu grande projeto, foi o que capacitou Neemias para resistir as distrações, quando seus inimigos lhe sugeriram que descansasse de seu trabalho por um momento. Neemias era um homem resolvido. Sua capacidade de concentração foi uma das razoes primordiais pelas quais os que estavam edificando os muros lograram o impossível em apenas cinquenta e dois dias. Neemias conhecia a forma de manter no posto principal o que era principal.

Qual é o propósito que impulsiona sua vida? O que é que lhe tira da cama todos os dias? O que é que lhe motiva a viver o resto de sua vida? Precisa ser algo mais que o desejo de fazer dinheiro. Caso contrário, se esvairá rapidamente e você ficara de mãos vazias.

Enquanto você não descobrir um propósito que impulsione sua vida, tudo o que você está fazendo e existir. Neemias disse: “Tenho um grande projeto!”. O que você diz? Pelo que você está trocando sua vida?

Jesus disse: “O que o homem poderá dar em troca de sua alma?” Quando você dá seu tempo para algo, você está investindo sua vida nisso. Isso é a vida: o tempo que você passa na terra.

Nós temos a tendência de pensar que a coisa mais importante que podemos dar para as pessoas é nosso dinheiro. No entanto, o dinheiro pode ser substituído. Ao contrário, o tempo é insubstituível. Em primeiro lugar, a característica de um grande líder e que ele tem um propósito que o impulsiona, uma meta que o faz superar tudo, move sua vida e o mantém lutando. Paulo diz: “Pois o amor de Cristo nos constrange”.

A vida dos grandes homens e produzida por um compromisso com uma grande causa. Essa causa e a que os tira para fora deles mesmos. Impulsiona-os a fazer e chegar a ser mais do que teriam podido ser por si próprios. Todos precisam ter um propósito impulsor para a vida.

Desafio-o a que o maior dos propósitos que impulsionam sua vida, a maior das causas pelas quais você pode entregar sua vida, seja o Reino de Deus. Não existe melhor maneira de investir sua vida. O Reino de Deus vai durar por toda a eternidade. A maior parte das coisas em que gastamos o tempo não dura nem vinte anos. Desafio você a decidir, agora mesmo, que, se lhe restarem cinco anos sobre a terra ou cinquenta, você os invista no Reino de Deus.

Tenho ministrado em nossa igreja, MIESF12:

Aquilo que você ouve te constrói. Aquilo que você fala sobre você mesmo e a palavra com mais autoridade que existe.

Qual é a sua declaração de propósito? Cada vida deve ter uma. Essa proclamação define o propósito motivador da nossa vida. Se nunca escreveu uma, por que não fazê-lo agora mesmo? Neste momento comece a escrever, a sua declaração. Você lembra que já fizemos isto? Que já pedimos para que você tivesse uma declaração diária? Vou compartilhar a minha com você: Eu sou o que eu sou diz que eu sou! Me levantarei para viver abundância do Senhor para minha vida, espiritualmente, emocionalmente, em minha família, minhas finanças e negócios. Viverei grato, feliz e na expectativa que o melhor está por vir! Alcançarei pessoas que serão transformadas pelo poder de Deus, desenvolverei aqueles que escolhem caminhar comigo e serão potencializados em tudo que se permitirem. Serei instrumento de Deus para que sua glória e salvação chegue aos 4 quantos da terra. Vamos lá!

Comece a escrever a sua! Saia desta célula com pelo menos uma frase que você já começara a usar como uma declaração sobre sua vida, algo que vai te nortear no propósito.

Em certa ocasião, houve alguém que pediu a Jesus que resumisse a Bíblia. Esta foi a resposta: “Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento”. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: “Ame o seu próximo como a si mesmo”. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas. Suas últimas palavras para a igreja, antes de retornar ao céu, foram:

Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o rim dos tempos.

Essas duas declarações de Jesus, conhecidas como o Grande Mandamento e a Grande Comissão, resumem tudo o que a igreja e nossa vida devem fazer. Quando nós fazemos essas coisas, quando amamos a Deus de todo coração (adoração), amamos nosso próximo como a nós mesmos (confraternização e Ministério), vamos fazer discípulos (evangelismo), trazemo-los a família de Deus (companheirismo) e os ensinamos a observar todas estas coisas (discipulado), estamos realizando os cinco propósitos pelos quais a igreja existe.

Quando assumimos está grande e importante obra, pedi ao Senhor algo que pudesse nos nortear e quando lêssemos, trouxesse a essência das palavras de Jesus quando retornou ao céus e Ele nos deu: “SER uma igreja de discípulos aliançados, fiéis, santos e adoradores que façam o nome de Jesus adorado por TANTOS QUANTOS POSSA ALCANÇAR. Ganhando, Consolidando, Discipulando e Enviando.” Isso, retrata não só uma visão e missão, mas o que deveria ser o estilo de vida de cada cristão.

Infelizmente, são muitas as pessoas que se desviam do seu propósito. Um princípio importante: “Ao que não está firme em algo, qualquer coisa o derruba”.

2. O líder necessita de uma perspectiva clara

Neemias tinha um discernimento incrível; era quase como um radar espiritual. Cada vez que lhe armavam uma cilada, ele percebia. Cada vez que acontecia, ele farejava. No versículo dois do capítulo seis, seus inimigos o convidaram para que saísse para conversar. Neemias discerniu qual era a verdadeira intenção deles. “estão tramando algo para me fazer mal”. Como soube? Era sagaz. Tinha discernimento.

Mais tarde, quando o acusaram de tentar fazer-se rei e de rebelar-se contra Artaxerxes, disse: “Em verdade, o que pretendiam era nos assustar”. Pôs em evidência os verdadeiros motivos de seus inimigos. Quando aquele falso amigo lhe disse: “Vem para esconder-te no templo”, ele percebeu que não era Deus quem o havia enviado. Tinha uma aguda capacidade de percepção. Pressentia que se tratava de uma cilada.

Como líder, você precisa ter percepção. Isso e chamado também de sabedoria. Como se adquire? A Bíblia nos diz: “Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus”. Quando uma pessoa passa tempo com a Palavra de Deus, começa a receber a mente de Cristo. Assim e como nos convertemos em líderes mais lúcidos. Não nos deixamos enganar por tudo o que atravessa nosso caminho, porque estamos aprendendo a pensar como Jesus.

O medo nubla nossa percepção. Neemias disse: “Aconteça o que acontecer, eu sigo adiante”. Podemos definir o medo como o fato de que as falsas evidências nos pareçam reais. Achamos que algo vai nos fazer dano, mas não é assim. Deus continua tendo o controle de tudo, e vai nos ajudar.

O líder precisa de um propósito motivador e uma perspectiva clara. Continua…

Deixe um comentário