Removendo dos Pés os Grilhões – Parte 3

15
jul

Os pés nos grilhões não tiram liderança

Haverá momentos em sua vida em que Deus irá pará-lo. O livro de Gênesis não narra o sofrimento de José na cadeia. Encontramos essa narrativa em Salmos 105:17-19. Gênesis não relata que José ficou na cadeia com os pés presos.

Imagine: ele queria andar e não podia. Um homem na força da sua juventude, com aproximadamente 20 anos quando foi para a masmorra, atado por grilhões nos pés, dentro de uma masmorra! Ele teve a sua liberdade caçada por ser honesto, por ser um homem santo, por ser idôneo.

José provou que vale a pena ser santo. Jesus nos ensinou isso nas bem-aventuranças: “Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa. Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós’: (Mateus 5:11-12).

Essa verdade deve ser visível na vida daqueles que nasceram de novo. Se você está em uma situação na qual se sente indefeso, inseguro, mas tem sido honesto para com Deus, saiba que o Senhor se levantará do Trono e virá em seu favor.

Às vezes, grilhões nos pés não é o diabo que coloca, mas é o Senhor quem permite para nos parar. Ele o faz para chamar nossa atenção. Se não fossem os grilhões na vida de José, ele não teria treinado os seus sonhos, os seus sonhos não seriam percebidos e não saberia fazer a diferença entre uma masmorra e um palácio.

Não podemos crer em Deus apenas quando estamos vendo as coisas acontecerem. Se não vemos, murmuramos, tornamo-nos incrédulos, não compreendemos o que Ele tem para nós, diminuímos a fé e entramos em processos que desagradam o Seu coração.

José, além de ter os pés atados, ainda ficou preso em grades. Tudo porque foi honesto e santo. Mas, qual o cárcere que prende um sonhador? Não há grilhões nem cadeias que roubem os seus sonhos.

O projeto do sonhador

Todo sonho só se realiza através de um projeto. Onde está o seu projeto e o que você tem feito com ele? Você já escreveu esse projeto? Você tem orado por ele, dobrado os seus joelhos em favor do seu projeto?

 Não acredite nas mentiras do adversário que diz a você que é um projeto muito grande e que você não conseguirá realizá-lo. Creia que o seu Deus é suficientemente grande para cumprir o que Ele mesmo prometeu.

Se você está parado, talvez seja porque Deus está proporcionando um tempo para que você reflita sobre o projeto que Ele entregou em suas mãos. Quando você tem um projeto, você trabalha por ele. Parados, refletimos e somamos experiências o que resulta em acúmulo de sabedoria.

O conselho que José deu a Faraó foi o de colocar um homem sábio para administrar o Egito devido à situação de fome que viria sobre aquela terra. “Portanto, proveja-se agora Faraó de um homem entendido e sábio, e o ponha sobre a terra do Egito. Faça isto Faraó: nomeie administradores sobre a terra, que tomem a quinta parte dos produtos da terra do Egito nos sete anos de fartura; e ajuntem eles todo o mantimento destes bons anos que vêm, e amontoem trigo debaixo da mão de Faraó, para mantimento nas cidades e o guardem; assim será o mantimento para provimento da terra, para os sete anos de fome, que haverá na terra do Egito; para que a terra não pereça de fome. Esse parecer foi bom aos olhos de Faraó, e aos olhos de todos os seus servos” (Gênesis 41:33-37).

E, foi exatamente isso que Faraó fez: colocou José responsável por esse imenso projeto e depois de Faraó, ninguém era maior que José. “Perguntou, pois, Faraó a seus servos: Poderíamos achar um homem como este, em quem haja o Espírito de Deus? Depois disse Faraó a José: Porquanto Deus te fez saber tudo isto, ninguém há tão entendido e sábio como tu. Tu estarás sobre a minha casa, e por tua voz se governará todo o meu povo; somente no trono eu serei maior que tu. Disse mais Faraó a José: Vê, eu te hei posto sobre toda a terra do Egito. E Faraó tirou da mão o seu anel-sinete e pô-lo na mão de José, vestiu­ o de traje de linho fino, e lhe pôs ao pescoço um colar de ouro. Ademais, fê-lo subir ao seu segundo carro, e clamavam diante dele: Ajoelhai-vos. Assim Faraó o constituiu sobre toda a terra do Egito. Ainda disse Faraó a José: Eu sou Faraó; sem ti, pois, ninguém levantará a mão ou o pé em toda a terra do Egito.” (Gênesis 41:38-44)

O tempo em que José esteve na cadeia fê-lo refletir sobre os seus sonhos. Às vezes, o tempo que Deus nos pára é para que possamos dar uma linguagem ao sonho. Os sonhos precisam ter palavras, precisam ser escritos etc. Como você quer que as coisas aconteçam se você não faz nenhum projeto? Os projetos falam no mundo espiritual e os sonhos são a linguagem do espírito.

Projeto é uma coisa, propósito é outra. Qual é o seu propósito dentro do projeto? O propósito é uma idéia clara e definida que todas as vezes que você fala seus ouvintes contemplam, porque respiram um projeto e têm um propósito. Não dê sossego ao seu sonho até vê-lo cumprido. Seja um homem visionário: nunca esteja satisfeito. Ele está sempre agradecido, mas nunca satisfeito, pois ele sempre quer fazer mais. Seu agradecimento é constante, mas a satisfação é temporária.

Deixe um comentário